sábado, março 25, 2006

O sistema de classificação do ensino básico

Se há algo no nosso ensino que sempre me fez confusão é o sistema de classificação do ensino básico. Percebe-se porque ele foi implementado: facilitar o sucesso escolar de todos os alunos. Neste sistema facilmente se altera um nível 2 para um nível 3 sem que nada de substancial o justifique. Quem é que já não participou em Conselhos de Turma de final do 3º período, onde alunos com uma catrefada de níveis negativos conseguem transitar de ano? A facilidade com que estas alterações chegam a ser feitas devia-nos envergonhar a todos. Muitos professores não reprovam os seus alunos, não porque entendam que eles devam transitar, mas apenas porque não querem ter a maçada de justificar as retenções. Como estas justificações não são necessárias em caso de progressão, escolhe-se o caminho mais fácil. Resultado: bastas vezes, as progressões acontecem, não devido a aprendizagens bem sucedidas mas antes por razões burocráticas e formais que se sobrepõem às razões pedagógicas. Inconcebível!

5 comentários:

Pedro disse...

Concordo inteiramente. O que se passam el alguns Conselhos de Turma é uma perfeita vergonha...

Labarik disse...

Concordo plenamente. Cabe a cada professor não compctuar com esta vergonha.

IC disse...

E no próximo 3º Período receio bem que seja muito pior, dada a pressão feita pelo ME: retenção, só em último caso, e a justificação exigida passa a ser bem mais complicada (para não dizer: diminuição artificial do insucesso por intimidação dos professores)

A Professorinha disse...

Este período fizemos reavaliação da reavaliação dos ditos planos de recuperação, não tiramos ninguém do plano e muito menos demos por passados alunos que não tivessem trabalhado... o pior vai ser no 3º período... aé é que vamos ver como é que é isso do insucesso...

AnaCristina disse...

Sabes o que me enerva mesmo? As passagens no 9ºano. É só para o aluno finalizar o ensino básico e depois vai para um curso qualquer... foi o que o aluno ou o pai disseram. No entanto, no ano seguinte o aluno continua lá para a progressão de estudos e os profs não sabem o que hão-de fazer par conseguir "arrastar" aquele aluno...

Faço muitas todas as tuas palavras neste post...