sexta-feira, setembro 21, 2007

Novas Oportunidades e desemprego de licenciados

"O problema das dezenas de milhares de candidatos a professores que não obtiveram emprego não é, como é óbvio, um problema só do Ministério da Educação. Também o é em parte, mas como diz e bem a ministra é um problema de desemprego mais global do País. E tem acrescentado, com uma rara frontalidade, que não se prevê tão cedo que esses licenciados possam obter emprego com as qualificações que têm. Os 40 mil rejeitados da educação são apenas a face mais visível do desemprego de jovens qualificados, que apenas uma minoria supera e uma minoria da minoria resolve indo para fora de Portugal.
Ora, no mesmo momento em que o Governo diz às pessoas no seu programa das Novas Oportunidades que "se tivesses estudado não serias balconista mas locutora de televisão", tem de admitir que muitos que estudaram para professores, engenheiros, advogados, psicólogos, sociólogos e outras profissões, que implicam esses mesmos "estudos" e qualificações que se propagandeiam nas Novas Oportunidades, acabem por ser balconistas, na melhor das hipóteses, quando não desempregados. Uma mão dá, outra mão tira".

Pacheco Pereira
"Sábado"

2 comentários:

Aaron Aliyu disse...

Dont die of poverty, try Legit Online Jobs or The Rich Jerk for help.

Anónimo disse...

Só quem é cego é que não vê as incongruências destes srs. (des)governantes... Será por isso que eles tanto apostam e investem na ignorância do Zé povinho?!